Aqui compartilho contos, crônicas, poesia, fotos e artes em geral. Escrevo o que penso, e quero saber o que você pensa também. Comentários são benvindos! (comente como ANÔNIMO e assine no fim do comentário). No "follow by E mail" você pode se cadastrar para ser avisado sempre que pintar novidade no blog.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Suffolk Beach

(Clique na imagem para ampliar)

Esta aquarela foi feita a partir de um quadro a óleo de Edward Seago (1910 - 1974), pintor pouco conhecido fora da sua Inglaterra natal, esnobado  pelos críticos de arte, mas sempre um favorito do público britânico, inclusive da família real. Nasceu e viveu em Norwich, região plana à beira mar, cheia de pântanos e canais. Pela própria topografia de sua terra, Seago registrou de forma constante e sensível o céu britânico. O que parece ser uma coisa inescapável  para pintores nascidos em regiões de relevo plano: vide os muitos paisagistas holandeses, em especial Ruisdael.

Dá para notar pelas últimas postagens que estou em uma fase celeste. Pintar o céu é um exercício onde se pode deixar levar pela intuição e pela emoção, deixando a tinta da aquarela se espalhar por amplas áreas do papel, criando por si só texturas e misturas. Mas é obrigatório aprender com os mestres desse metier, e a cópia é um ótimo exercício. Aqui usei azul cobalto, ultramarine, amarelo cromo, amarelo ocre, violeta e terra de sena queimado para tentar repetir o efeito dramático do original. Inversamente à técnica a óleo usada por Seago, comecei pelos claros, que foram cobertos com uma leve aguada amarela e reservados durante a adição das camadas mais escuras.

4 comentários:

  1. Sua melhor aquarela até hoje! Edward Seago daria a benção.

    ResponderExcluir
  2. AGORA vou começar a pensar na exposição, rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Visitamos muito porque a avó da Sue morava em Thorpness...!

    ResponderExcluir