Aqui compartilho contos, crônicas, poesia, fotos e artes em geral. Escrevo o que penso, e quero saber o que você pensa também. Comentários são benvindos! (comente como ANÔNIMO e assine no fim do comentário). No "follow by E mail" você pode se cadastrar para ser avisado sempre que pintar novidade no blog.

terça-feira, 6 de maio de 2014

O fabuloso Sargento João Cantor

Barcos, reprodução de aquarela de John Singer Sargent
John Singer Sargent é um dos meus dez (talvez cinco) pintores favoritos. Filho de um médico norte-americano, nasceu em Florença em 1856. Estudou pintura na Itália e na França, antes de radicar-se em Londres. Foi o mais celebrado e requisitado retratista de seu tempo. O mais famoso  de seus retratos, o de Madame Gautreau, escandalizou Paris ao retratar a socialite da época com uma alça de vestido displicentemente caída, algo de excessiva conotação erótica para a época.

Além de retratista, foi um exímio aquarelista, rivalizado apenas, a meu ver, pelo espanhol Joaquín Sorolla na excepcional capacidade de reproduzir o efeito da luz solar incidindo em paisagens, modelos, tecidos e construções. Foi daqueles poucos pintores que, na maturidade, nada mais têm a aprender. Não sei o porquê, mas talentos excepcionais como os de Sargent e Sorolla são virtualmente desconhecidos do público leigo.


Uma das melhores e mais tradicionais maneiras de desenvolver a habilidade de alunos aprender a técnica dos grandes mestres, seja de pintura a óleo ou aquarela, é reproduzindo suas obras. Foi o que, reverente e humildemente, busquei aqui. Com a orientação  presencial de Renato Alarcão e espiritual do saudoso mestre das marinhas Roberto Paragó.


Para ver mais obras de Sargent: Acesse este link

Um comentário:

  1. Liindo mesmo, parabéns! Vou ver as outras... adoro o Sorolla!

    ResponderExcluir